Google+

O papel do marketing na economia dos aplicativos

A revolução causada pela popularização e pela verdadeira paixão por dispositivos móveis transformou o jeito como nos relacionamos com o tempo, o trabalho, o consumo e as pessoas. Os smartphones deixaram à distância de um toque um mundo de possibilidades que gira no ritmo da instantaneidade. A economia dos aplicativos é uma megatendência mundial que consiste em querer fazer tudo por meio de aplicativos. Isso muda não só o dia a dia dos consumidores, mas também a rotina das empresas. É preciso garantir a estabilidade dos sistemas e, ao mesmo tempo, inovar, lançar e manter no ar aplicativos seguros, ágeis e que sejam úteis.

 

 

native_ad

Pesquisa global da CA Technologies, em parceria com a Vanson Bourne, mostra que 24% das empresas do mundo estão inseridas na economia dos aplicativos. No hiperconectado Brasil, o índice chega a 89%. E a inovação já traz resultados: de acordo com o estudo, essas corporações têm, em média, 106% mais receita, 68% mais lucratividade e 50% mais novos negócios do que aquelas que ainda não despertaram para essa tendência. Estima-se que a economia dos aplicativos movimentará US$ 25 bilhões este ano.

A inovação tornou-se o centro estratégico dos negócios. Um elemento fundamental para que os líderes empresariais vislumbrem novos caminhos. Na nova economia, o departamento de marketing tem papel central em trazer para casa essa discussão e estimular essa inovação. O marketing é o posto privilegiado de contato e de observação do consumidor e, na economia dos aplicativos, o consumidor é rei.

Deixe seu comentário






© Copyright 2013 MRC Comunicação | Top ↑